quarta-feira, 6 de julho de 2022

Quando não consegue ver resultados após sessões de Cura Reconectiva (Reconnective Healing)

Na minha experiência e observação como facilitadora deste Campo de                              Frequências Elevadas de Consciência (Reconnective Healing), reparo que muitas vezes, só passadas umas semanas ou meses após sessões de Cura Reconectiva é que a pessoa se apercebe do que realmente recebeu. Percebe que recebeu algo.

Toda a gente recebe algo. Recebe o que precisa realmente e não o que pensa que precisa. Talvez as coisas aconteçam a níveis profundos do ser. Acredito que sim.

Requer que preste atenção a si, como se sente, o que pensa, o que está diferente na sua vida, o que observa de diferente. Se andar distraído/a de si, continuará a ver as mesmas coisas. Parece que nada muda para si. Não corresponde ao real.

Sugiro sempre e não só  após as sessões que, ao fim de um tempo, olhe para trás, para si e para a sua vida. Observe o que está diferente. Como era você antes das sessões e agora? Como se sente, como vive, o que está diferente no modo de se relacionar consigo, com outros com as suas atividades, com o dia-a-dia e seus desafios, como estão as suas relações?

Quando falo com clientes meus ou familiares, uns meses após as sessões (as sessões não são de continuidade. Fazem-se apenas entre 1 e 3 para cada situação que a pessoa apresenta), muitas vezes é quando param pela primeira vez, olham e não houve ninguém até agora que não desse conta de que há aspetos diferentes em si e à sua volta.

Muitas pessoas começaram atividades novas e muitas vezes escuto que estão em processos de desenvolvimento pessoal, lêem livros, praticam atividades ao ar livre.

Muitas pessoas falam-me de 'stressarem' menos com as coisas banais do dia-a-dia. Parece que importam-se menos ou já não atribuem tanta relevância.

Outros contaram-me que perderam o interesse pelas redes sociais onde passavam tempo inútil, afastados de si mesmos e agora interessam-se mais pelo ar livre, pelo convívio e vão menos vezes ao telemovel também.

Se fez uma sessão de Cura Reconectiva (Reconnective Healing) há uns meses, olhe agora para trás, o que observa de diferente? Que ajudas lhe chegaram e não reparou que eram ajudas? Como é que a sua vida ficou facilitada? 

Provavelmente não recebeu o que esperava. Recebeu melhor : o que precisava.

A mente engana-nos. A mente recebe pensamentos que não são seus, nem meus, são do coletivo humano. São de outros. Não precisamos de nos deixarmos levar por eles. 

Temos a capacidade de estarmos cientes de nós, ouvirmos os pensamentos, investigá-los e descobrir a verdade que liberta, que poderá ser desde uma sensação física, uma ideia, uma situação onde podemos ver aquilo em ação, uma experiência de onde tiramos uma aprendizagem ou até escutarmos a letra de uma canção ou o título de um livro com uma mensagem para si.

____________________________________________________________________

Pode seguir também a minha outra página sobre estes temas e trabalhos de auto reflexão e autodescoberta:

 https://www.abracaraminhasombra.pt/

___________________________________________________________________


Os seus pensamentos sobre as coisas não conseguem descrever a Vida, as circunstâncias porque a mente humana não foi criada para esse fim. Para isso acredito que temos um Eu Profundo e Sábio. Esse Eu profundo (Essência, Alma, etc) possui respostas e apoio e soluções. Somos como magnetos que atraem coisas semelhantes em termos de vibração e frequência (Tesla fala deste tipo de coisas e Kryon , por Lee Caroll também e outros mais na área da metafísica e Física Quântica).

Uma das coisas que faço sempre com o meu cliente ou familiar antes de iniciar a interação com este Campo de Frequências é explorar com a pessoa as suas expectativas, o que pretendem. Muitas vezes dizem-me que ''não trago expectativas''. A minha experiência diz-me que há sempre expectativas, esperanças, desejos a um nível inconsciente.

Enquanto a pessoa não toma consciência destes aspetos, há uma hipótese de bloquear o seu processo de autocura, inconscientemente, claro.  Observei com vários clientes meus que as expectativas começaram a desaparecer e reparei que as pessoas entraram num processo de abertura e começaram a viver os dias seguintes e um modo diferente do anterior a pensar de forma clara e nova relativamente à situação que trouxeram para a sessão.

Fico maravilhada com estes processos.

Na minha experiência a interagir com este Campo já faz 9 anos, tenho aprendido que as frequências estabelecem conexão profunda com uma outra parte de nós, de uma forma que fica connosco. Não se perde. Como sei? A vida fica diferente, a minha interação com as coisas fica diferente, estou no dia-a-dia de modo diferente. Sinto-me diferente. Para conseguir ver há que treinar a atenção para olharmos e sentirmo-nos mais vezes ao longo do dia.

Com o passar do tempo, torna-se parte de nós este hábito. Mas não muda tudo dentro de nós. Isso é um processo de uma vida. Mudam apenas algumas coisas essenciais num determinado momento, situação, circunstância ou relação.

Há vários estudos da Física Quântica que comprovaram que estas frequências Elevadas (um espectro inteiro da Luz composto por Energia- Luz- Informação Quãntica) contribuem para a expansão ao nível celular de todo o ser (inclui o mental, emocional, conexão ao eu profundo -espiritual - e físico).

Repare que falo em Cura Reconectiva como ''Reconnective Healing'' . 


Não temos em Português o equivalente para o verdadeiro significado da palavra ''cura'', à luz do que este Campo de Frequências Elevada da Fonte nos ensina e comunica connosco. Só temos a palavra ''cura'' que quer dizer, na sua generalidade, ''o desaparecimento de um sintoma ou doença''. Neste caso não se trata disto.

Será um conceito expandido, com uma nova abordagem e nova compreensão e perceção do ser inteiro por dentro. 

A Física Quântica tem tido um papel importante na experimentação, explicação, compreensão, ainda que não tenha respostas para tudo. Há áreas de atuação da Cura Reconectiva e seus resultados que permanecem em aberto, permanecem como um mistério para todos.

Pessoas a passar por processos de doença (física, mental, emocional, Espirtual)

Fiz muitas e muitas sessões à distância a pessoas hospitalizadas, acamadas, em lares e a outros que conseguiam deslocar-se às salas onde trabalho (Lisboa e Odivelas). 

O pedido foi feito, na grande maioria pelos familiares e muitas vezes com o conhecimento dos pacientes. Outras vezes não é possivel o paciente participar conscientemente . A maioria do trabalho realizado, para mim, acontece a um nível subconsciente.

Incentivo que a pessoa se desloque se puder, acredito que isso tem um impacto expansivo na pessoa. Está a fazer algo por si em vez que se resignar e ficar à espera que tratem de si. Espantoso.

Estas pessoas tiveram uma facilidade no seu processo, uma ajuda incrível que apareceu misteriosamente desde a aproximação de familiares que não se falavam (fizeram as pazes), e começaram a dar contríbuição, até novos tratamentos médicos que antes não faziam efeito e começaram a fazer ou até regressão da própria doença ou algo eficaz na redução da dor. Cada pessoa recebe coisas diferentes.

Acredito que doença faz parte da vida, ainda que não seja fácil a aceitação disto para a maioria de nós humanos, incluindo eu própria que em situações várias dei por mim a lutar. a não querer, a resistir. 

Quando surge uma situação de doença, temos de passar por estes processos e não adianta tentar compreender o mistério da Vida. Temos de o viver e quanto mais depressa fizermos as pazes e integrarmos a situação e ficarmos presentes e disponíveis para viver estas experiências, maior a facilidade com que estes processos se vivem. Falo por mim. Deixa de haver drama interior. Tudo flui.

Acredito que circunstâncias de doença de qualquer tipo (o corpo adoece - é um facto da vida) trazem a possibilidade de expansão de consciência e evolução, de olharmos para nós, para o que pensamos, acreditamos, vivemos. O que não funciona? o que precisa de mudança da minha parte? O que ainda não aprendemos? O que preciso de olhar e ver de forma diferente? 

Possivelmente terá a ver com o quanto andamos afastados de nós mesmos. Pode ser um processo de retorno a mim. Um chamado de atenção da Alma, eventualmente. Agora tenho de olhar para mim e cuidar-me com outro carinho e colocar-me em primeiro lugar em vez de colocar todos os outros no pedestal. Agora a atenção e cuidado são para mim.

Dei conta de que estes processos de mudança interior e exterior não passam só pelo próprio. A família, amigos, comunidade próxima de contacto da pessoa, sem querer,  vê-se incluída no processo. Pelo que me contam os clientes, familiares e pelo que observo.

____________________________________________________________________

Atenção: Não estou a afirmar que doenças desaparecem com a Cura Reconetiva. Os tratamentos médicos são imprescindíveis a que se podem associar terapias e tratamentos holísticos de vários tipos. Tudo um complemento, tudo pode ajudar. O que observo é que com as sessões de Cura Reconectiva, presencial ou à distância, os processos tornam-se facilitados para a pessoa e para quem rodeia. Talvez o corpo se torne mais capaz de lidar com a situação a todos os níveis, desde a regeneração celular (sabemos que isso acontece). Não sei. Apenas observo e relato o que observo e o que me contam. Tenho informação de que cerca de 20% de profissionais de saúde em todo o mundo estão a fazer formação em Cura Reconectiva e a aplicar aos seus doentes. 

____________________________________________________________________

Se fez sessões de Cura Reconectiva há umas semanas ou meses, dê-se agora a oportunidade de parar um pouco. Olhe para si. Descubra o que está diferente e descubra a sua própria cura.

Um abraço,

Ângela Antunes | Facilitadora de Cura Reconectiva (Reconnective Healing) e Recomnexão pessoal | Https://www.reconexaoangelaantunes.pt | Email: reconexao.angelaantunes.com